Emissões Energéticas no Sol

Cientistas detectam emissões energéticas no Sol capazes de modificar a matéria.

Fonte: StarViewerTeam

O que aconteceria se os cientístas descobrissem que,  as aparentemente constantes propriedades da matéria estivessem mudando?.

Exatamente isto é o que demonstra a observação  dos últimos anos e está colocando importância nos resultados aportados pelas diferentes equipes científicas que estão analisando o Sol.

Desde as propostas tradicionais da física clássica, está se estudando as partículas e os elementos como valores inalteráveis que conformam a matéria. Contudo, já podemos afirmar abertamente que isto não é certo.

A observação do Sol, sugere que este estaria emitindo um tipo de emissão de energia previamente desconhecida até agora, que está interatuando e modificando os valores das partículas que compõem  a matéria. Estamos contemplando diretamente as regras de uma nova física.

A maioria dos campos da ciência dependem de medições baseadas em valores asinalados como constantes. Um exemplo disso, é a metodologia da datação do Carbono 14.

(http://news.stanford.edu/news/2010/august/sun-082310.html)

Uma equipe de investigadores de Stanford e Purdue University, acabam de demonstrar que a única explicação possível às modificações detectadas na composição das partículas procedentes das emissões de Plasma, reside precisamente na capacidade que tem o plasma electromagnético do Sol para interatuar na composição da matéria.

(http://news.stanford.edu/news/2010/august/sun-082310.html)

Segundo cita textualmente Fischbach, a razão teríamos que buscar no núcleo do Sol, parece que o centro gira mais lento do que a superfície, gerando assim uma energia que literalmente comunica com os isótopos radioativos da Terra. Adicionalmente, há outra questão mais inquietante: A capacidade destas partículas para modificar a composição dos isótopos radioativos da Terra.

Muitos dos físicos que já estão estudando o que denominamos Radiofrequência Quântica Diferencial, fundamentam este achado da equipe de Stanford, no comportamento dos denominados Osciladores Quânticos ou Osciladores Harmônicos, que precisamente manifiesta as capacidades descritas pelo estudo de Fischbach e sua equipe.

Mas, se de algo estão seguros em Stanford, é que há que se reescrever urgentemente a física tradicional.

StarViewerTeam International 2010.

Deixe seu comentário, compartilhe sua experiência!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s